Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

No Rio, Bolsonaro é recebido com gritos de ‘traidor’ em evento com militares

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro foi recebido com gritos de “traidor”, nesta quinta-feira, 10, em evento no Centro de Instrução Almirante Alexandrino, na zona norte do Rio. Um grupo de cerca de 30 manifestantes, entre pensionistas, integrantes da reserva e reformados das Forças Armadas, protestaram na entrada do lugar onde o chefe do Executivo participa de evento da Marinha. Os manifestantes levaram faixas contra a lei 13.954/19, que mudou a previdência dos militares.

Presidente Jair Bolsonaro recebe os cumprimentos do Comandante do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA), Almirante André Moraes Ferreira.
Foto: Alan Santos/PR

O grupo aponta que a reforma no sistema de aposentadoria dos militares atingiu apenas a base – que, com isso, teria tido seus rendimentos diminuídos – e, em contrapartida, resultou em aumento de vencimentos aos generais. A mudança da lei passou a vigorar no início deste ano. Eles argumentam que estiveram 18 vezes em Brasília para tentar um acordo com o presidente, mas não conseguiram.

No evento, Bolsonaro encontrou com o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que na manhã de hoje foi alvo de mandado de busca e apreensão em operação realizada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil em investigação sobre um suposto esquema de corrupção na administração municipal do Rio de Janeiro.

Discurso

Na fala de cerca de três minutos, Bolsonaro se disse “feliz” em prestigiar a formatura “nessa terra maravilhosa chamada Rio de Janeiro”. “Nós, das Forças Armadas, o povo bem comprova que nós estamos no caminho certo, que nós somos os verdadeiros guardiões da nossa democracia e tudo faremos pela nossa liberdade”, afirmou o mandatário.

Tudo o que sabemos sobre:

Jair BolsonarotraidorMilitares