Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

No Twitter, Bolsonaro pede desculpas a Maria do Rosário

Equipe BR Político

Seguindo determinação judicial, o presidente Jair Bolsonaro (PLS), publicou em seu Twitter um pedido de desculpas à deputada Maria do Rosário (PT-RS). A retratação se refere ao episódio ocorrido em 2003, em que Bolsonaro, que era deputado à época, disse à parlamentar que ela “não merecia ser estuprada.” Segundo Bolsonaro, ele reagiu assim após ser chamado de “estuprador por Maria do Rosário.

No texto, o presidente se refere ao caso como “embate ideológico entre parlamentares”. Ele reitera que em seu governo “as mulheres brasileiras constituem uma prioridade” e que isso “tem sido e será sempre demonstrado através de ações concretas”. Além da retratação, Bolsonaro também foi condenado a pagar multa de R$ 10 mil à deputada. A determinação foi feita pela juíza Tatiana Dias da Silva Medina, da 18.ª Vara Cível de Brasília