Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Nova fase da Lava Jato pode chegar em políticos do MDB

Marcelo de Moraes

A 59.ª fase da Lava Jato foi deflagrada hoje a partir de delação feita pelo ex-senador Sérgio Machado, que presidiu a Transpetro e foi um importante membro do MDB. Segundo o procurador Roberson Pozzobon, Machado “explicou que parte das propinas que recebeu foi destinada a importantes políticos do partido”. “Na maioria dos esquemas de corrupção identificados pela Lava Jato, foi constatado o comprometimento de importantes agentes públicos amparados por um braço político-partidário. O esquema de corrupção cuja investigação se aprofunda hoje não foge a essa regra. O ex-presidente da Transpetro (Sérgio Machado), indicado e mantido no cargo pelo então PMDB, explicou que parte das propinas que recebeu foi destinada a importantes políticos do partido. É essencial que as investigações avancem e os fatos sejam completamente esclarecidos”, disse Pozzobon.

Coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol também reforçou a necessidade de que essas investigações prossigam: “Ex-presidente da Transpetro confessou que repassava parte das propinas para políticos importantes do PMDB. Fatos precisam ser esclarecidos. Não é saudável para o País que paire uma nuvem de suspeita sobre pessoas que ocupam relevantes cargos públicos”, disse Deltan. /Marcelo de Moraes.