Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Nova investigação do MP apura se Flávio empregou ‘fantasmas’

Equipe BR Político

O Ministério Público do Rio abriu um novo inquérito para apurar a existência de ‘funcionários fantasmas’ no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (atualmente senador), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), informa o Estadão. O novo inquérito foi aberto em 23 de setembro, mas apenas nesta sexta, 22 de novembro, o MPRJ confirmou a instauração do procedimento. A nova investigação é distinta à outra em curso no MPRJ, mais antiga, que apura prática conhecida como rachadinha, que consiste na devolução de salários por funcionários do gabinete do parlamentar, e foi aberta com base em relatórios do antigo Coaf, atual Unidade de Inteligência Financeira (UIF).

O MPRJ informou que já foram iniciadas diligências referentes ao novo inquérito, como a expedição de ofícios para a Alerj com a requisição de informações. “Tanto o presente inquérito sobre eventuais assessores fantasmas empregados quanto o inquérito acerca de possível prática de ‘rachadinha’ tramitam sob sigilo, razão pela qual não é possível fornecer mais informações”, ressalvou.

Nota do advogado de Flávio Bolsonaro, Frederick Wassef, sustenta que “todas as pessoas que foram nomeadas, na época, eram qualificadas para as funções que exerciam”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Flávio Bolsonarofantasmas