Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Nova Zelândia adia eleições por causa da pandemia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Nova Zelândia, que tem se destacado internacionalmente no combate à pandemia do novo coronavírus, precisou adiar as eleições gerais do país para o dia 17 de outubro por conta da ressurgência de novos casos na cidade de Auckland. O pleito estava originalmente marcado para 17 de setembro.

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, falan a ONU, em 2018 Foto: Carlo Allegri/Reuters

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, fez o anúncio na manhã desta segunda-feira, 17. Ela disse que a decisão foi tomada em acordo com todos os partidos que compõem o Parlamento neozelandês e que não pretende adiar as eleições novamente, apesar de ter a prerrogativa legal para adiar o pleito por até dois meses.

“Eu quero garantir que teremos uma eleição que dê a todos a melhor oportunidade para receber todas as informações necessárias sobre os partidos e candidatos”, disse Ardern, em coletiva de imprensa. Os partidos de oposição vinham pedindo o adiamento após o governo colocar Auckland em ‘lockdown’ por duas semanas, com 49 novos casos da doença sendo registrados no local, o que interrompeu as campanhas políticas na maior cidade da Nova Zelândia.