Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Novembro com Lula e Moro no STF

Equipe BR Político

O intervalo de mais de 10 dias para que o Supremo retome o julgamento sobre a legalidade da prisão em segunda instância é visto com preocupação por juristas que acompanham o assunto. O presidente do STF, Dias Toffoli, marcou a sessão que volta a discutir o tema para 6 de novembro.

O entendimento, segundo juristas ouvidos pelo Painel da Folha, é a de que deixar a decisão em suspenso por tantos dias abre espaço para que a Corte seja pressionada por fatores externos, como atos de rua, manifestações políticas e pelas redes sociais.

E novembro, ao que tudo indica, será o mês mais importante do ano para a Lava Jato no STF. Isso porque, o julgamento da suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, deve ser pautado na Segunda Turma. A previsão é de que fique para a segunda quinzena, segunda a coluna da Mônica Bergamo.

Até lá, caso o julgamento do dia 6 tenha placar favorável pela necessidade do trânsito em julgado, e o ex-presidente Lula já tenha sido solto, ministros da Corte avaliam que o debate sobre a conduta de Moro será menos conturbado.

Tudo o que sabemos sobre:

STFjulgamentosLulasergio moro