Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Novos indícios de práticas criminosas’

Equipe BR Político

A nova “visita” da PF a endereços ligados ao senador Aécio Neves (PSDB), por conta da segunda fase da Operação Ross, na manhã desta quinta-feira, 20, em Belo Horizonte, se deu “a partir da descoberta de novos indícios de práticas criminosas”, de acordo com a procuradora-geral, Raquel Dodge.

A procuradora alertou sobre “riscos de eliminação de elementos de informação e que a medida é imprescindível para o aprofundamento da investigação, bem como para a correta delimitação da amplitude das pessoas investigadas”, informou o Estadão.