Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O cerco de Fabinho a deputados

Vera Magalhães

Novos deputados estão assustados com o cerco de Fabio Ramalho, o chamado Fabinho Liderança, na semana que antecede a disputa pela presidência da Câmara. O MDB vai apoiar Rodrigo Maia, mas ele manteve sua candidatura avulsa. “Ele liga dez vezes para você. Oferece ajuda para tudo, para a mudança, almoço, jantar. Quem não está familiarizado com política e vê isso deve se sentir acolhido”, descreve um novato que, no entanto, vem de família de políticos e não se impressiona com a adulação do candidato à presidência da Câmara.

Além da comilança ofertada na Câmara, o deputado tem mantido o apartamento aberto, e movimentado, para o trânsito de deputados. Esse tipo de campanha, bem baixo clero, foi feita por Severino Cavalcanti em 2005, sob os auspícios do famoso Jose Janene, depois colhido pelo mensalão e já falecido. Na época, o apartamento de Janene, no qual se negociavam de votos a mensalão, ficou conhecido como “pensão”. / Vera Magalhães