Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O climão na sucessão da PGR

Marcelo de Moraes

A demora na definição do próximo procurador-geral da República e a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro escolher um nome de pouca representatividade no Ministério Público, optando pelo critério da afinidade política, tem incomodado os procuradores. A procuradora Janice Ascari, por exemplo, usou sua conta oficial no Twitter para defender a escolha de um nome que garanta a independência dos trabalhos do Ministério Público.

“O presidente precisa entender que o MP não é um órgão do governo e que nossa independência funcional significa exatamente não ser submisso às vontades do chefe do Executivo, mas sim à Constituição e à lei”, escreveu. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

PGRministério públicoJanice Ascari