Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘O Exército não matou ninguém’, diz Bolsonaro sobre 80 tiros

Equipe BR Político

Depois de um longo silêncio de seis dias, o presidente Jair Bolsonaro se pronunciou nesta sexta-feira, 12, sobre a morte do músico Evaldo Rosa dos Santos, que teve o carro fuzilado por 80 tiros disparados por militares do Exército no Rio. Para o presidente, o Exército “não matou ninguém” e a instituição não pode ser acusada de ser “assassina”.

“O Exército não matou ninguém. O Exército é do povo. A gente não pode acusar o povo de assassino. Houve um incidente. Houve uma morte. Lamentamos ser um cidadão trabalhador, honesto”, afirmou Bolsonaro nesta sexta-feira durante inauguração de um novo terminal do aeroporto em Macapá.