Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O gráfico fake de Lindbergh sobre o museu

José Fucs

Na publicação que fez no Twitter, para tentar politizar de forma oportunista o incêndio do Museu Nacional, o senador Lindbergh Farias, do PT, anexou um gráfico com uma suposta evolução dos repasses feitos pelo governo federal à instituição. O objetivo do gráfico — reproduzido nas redes sociais por Gleisi Hoffmann, presidente do PT, entre outros dirigentes do partido e aliados, como o comediante Marcelo Adnet — seria mostrar um suposto corte de recursos da instituição pelo governo Temer.

Mas, além de reproduzir um gráfico com dados duvidosos, sem identificar a fonte da informação, eles omitiram em suas publicações que o museu é ligado à UFRJ, que tem autonomia para administrá-lo, cujo reitor é filiado ao PSOL. “Esqueceram” também de dizer que o museu chegou a ser fechado em 2015, no governo Dilma, por falta de verba. Por fim, não mencionaram, é claro, que a instituição assinou um contrato de patrocínio com o BNDES no valor de 21,7 milhões em junho deste ano. O valor liberado pelo BNDES se soma a outros R$ 24 milhões destinados anteriormente ao museu. / José Fucs