Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Villas Bôas e o ‘legado’ do soldado Kozel Filho

José Fucs

O General Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, publicou na página oficial da instituição na internet o discurso que fará nesta quinta-feira, 5, em homenagem ao soldado Mário Kozel Filho, “o eterno herói”, que foi morto há 50 anos em ação promovida pela Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), grupo terrorista no qual atuava a ex-presidente Dilma Rousseff.

“A morte do Soldado Mário Kozel Filho, em 1968, foi consequência do ambiente da guerra fria que se refletia no mundo e penetrava no Brasil. Foi um tempo que nos dividiu, que fragmentou a sociedade e nos tornou conflitivos”, diz o texto. “A fratura da sociedade é uma experiência para ser lembrada. Nos deixou ensinamentos que não podem ser esquecidos ou negligenciados. Este é o legado do soldado Kozel.” / José Fucs