Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O ‘Novo PSDB’ de Frota

Vera Magalhães

A grande jogada de marketing do PSDB agora é bombar a grife Novo PSDB. Daqueles slogans que já nascem hashtags: #NovoPSDB. Espécie de garoto-propaganda da “novidade”, o dublê de ator e deputado federal Alexandre Frota, recém-filiado à sigla, não se cansou de repetir em sua participação no Roda Viva, da TV Cultura, que não se filiou ao PSDB, mas ao Novo PSDB. Resta saber o que o partido tem de novo, além de ter virado porto-seguro para bolsonaristas arrependidos. Aliás: já não existe um Partido Novo? Nem o slogan é assim tão novo…

A outra qualidade que todos os dirigentes e novatos enaltecem é que o partido demoliu o muro e agora tem lado. Nas redes sociais e em entrevistas, tem procurado se distinguir da direita bolsonarista fazendo críticas pontuais a questões ligadas a direitos humanos e liberdades, mas no Congresso vota mais com o presidente que seu próprio partido, o PSL que expulsou Frota. Na questão ética, um calcanhar de Aquiles dos tucanos, segue tudo como dantes no “novo” PSDB: processados por corrupção como Aécio Neves, Beto Richa, Marconi Perillo e outros continuam filiados sem dar sinas de que atenderão aos avisos para abandonar o imóvel antes da ação de despejo. E a velha guarda tradicional não colhida por escândalos, como FHC e Tasso Jereissati, agora além de co-habitar com os enrolados tem de conviver com a novos inquilinos, como Frota.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.