Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O prejuízo do governo

Marcelo de Moraes

A semana termina com uma contabilidade desfavorável em termos de desgaste para o futuro governo e seus aliados próximos. O senador eleito Flávio Bolsonaro teve um assessor próximo com movimentações financeiras suspeitas, segundo o Coaf, incluindo até um cheque de R$ 24 mil enviado para a futura primeira dama, Michele Bolsonaro. Já o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, viu aumentarem as pressões por causa das denúncias de envolvimento com caixa dois. Enquanto isso, integrantes da bancada do PSL, partido de Jair Bolsonaro, lavaram roupa suja em público.

Como ainda faltam mais de três semanas para Bolsonaro tomar posse, aliados do presidente eleito trabalham para tentar baixar a poeira e mudar essa agenda negativa. /M.M.

Tudo o que sabemos sobre:

Bolsonaro