Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O presente de Natal para as aéreas

Marcelo de Moraes

Michel Temer assinou medida provisória liberando a participação de até 100% de capital estrangeiro no controle das companhias aéreas. Com o setor cheio de dificuldades, a decisão serve como uma possibilidade para injetar recursos novos e fortalecer as companhias. Embora o governo negue essa oficialmente essa motivação, o pedido de recuperação judicial feita pela Avianca pesou na decisão tomada pelo presidente.

Como o projeto que liberava o capital estrangeiro estava empacado na Câmara, Temer decidiu usar o recurso da medida provisória, com menos itens polêmicos que a proposta que tramita no Congresso. Além disso, seus auxiliares garantem que o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, foi consultado sobre a MP e teria dado sinal verde para Temer seguir em frente.

Tudo o que sabemos sobre:

TemerCompanhias aéreas