Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘O que está errado é a histeria, como se fosse o fim do mundo’, repete presidente

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro voltou a considerar como “histeria” a pandemia do coronavírus. Em entrevista à rádio Tupi nesta terça, 16, ele afirmou que “o que está errado é a histeria, como se fosse o fim do mundo”. Na avaliação do presidente, “uma nação como o Brasil, por exemplo, só estará livre quando um certo número de pessoas for infectado e criar anticorpos”.

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Hoje foi confirmada a primeira morte provocada pelo novo coronavírus, registrada na cidade de São Paulo. Outras quatro mortes no Estado verificadas em hospitais da mesma rede hospital onde foi detectada a morte confirmada, segundo o governo estadual, são analisadas para saber se ocorreram em decorrência da doença covid-19.

O presidente criticou ainda os governadores que anunciaram medidas de isolamento social para combater a disseminação do vírus. ““A economia estava indo bem, fizemos algumas reformas, os números bem demonstravam: a taxa de juros lá embaixo, a questão do Risco Brasil também, então estava indo bem. Esse vírus trouxe uma certa histeria e alguns governadores, no meu entender, eu posso até estar errado, estão tomando medidas que vão prejudicar e muito a nossa economia”, afirmou Bolsonaro.

Tudo o que sabemos sobre:

coronavírusJair Bolsonarohisteria