Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O risco da reforma da Previdência desandar

Equipe BR Político

Em sua coluna no Estadão deste domingo, a editora do BRPolítico Vera Magalhães fala do risco que a reforma da Previdência corre de desandar na reta de tramitação do Senado justamente pela falta de articulação política do governo de Jair Bolsonaro.

“O projeto mais importante para a recuperação da economia do País corre o risco de desandar na reta final de sua tensa, delicada, mas em grande medida bem sucedida tramitação graças ao pouco caso com a necessária articulação política que o governo Jair Bolsonaro faz questão de exibir com certo orgulho inexplicável desde o seu início”, escreve Vera.

Para a colunista, a proposta conseguiu superar, até agora, as etapas de sua tramitação sem grande oposição da sociedade porque “a maioria da população entendeu que era inevitável fazer a reforma”. Mas ela ressalta que, em vez de aproveitar o embalo que o projeto ganhou na Câmara para liquidar a fatura rapidamente no Senado, “o governo caiu numa armadilha tão logo a proposta atravessou do Salão Verde para o Azul: endossou a ideia de Davi Alcolumbre e outros senadores de condicionar sua aprovação a um tal pacto federativo para salvar Estados da bancarrota, em que entraram projetos que iam da divisão de recursos dos leilões de petróleo ao adiamento da obrigação de se quitar precatórios vencidos”.

“O que foi festejado como uma maneira republicana de refazer as relações federativas virou, na hora do vamos ver, uma faca no pescoço do governo, tendo a reforma como refém”, diz, temendo pelo desfecho desse processo para o sucesso da reforma.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Vera Magalhães