Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

O ‘RT sem querer’ de Weintraub

Vera Magalhães

A “etiqueta” das redes sociais traz saias justas para os políticos, vez ou outra. A ressaca natalina foi quebrada pelo inesperado “RT”, sigla para “retweet”, que significa compartilhar o post de alguém no Twitter, do ministro Abraham Weintraub (Educação) em uma postagem do youtuber e ex-bolsonarista Nando Moura chamando Jair Bolsonaro de traidor.

Tempos depois do RT, Weintraub o reverteu e fez outra postagem em sua própria conta se justificando. Disse estar em viagem num navio, com internet intermitente, e que o retweet foi obviamente um erro.

O ministro da Educação tem sido pivô de várias dessas confusões tuíticas. Xinga pessoas que o criticam na rede social, bloqueia jornalistas e demais críticos e usa sua conta para posts pseudo-engraçadinhos, como o famoso vídeo em que faz uma paródia de Dançando na Chuva ou uma foto que aparece com a cabeça numa guilhotina de brinquedo dizendo que aquele seria o sonho da esquerda, logo depois que começaram as especulações sobre que ele poderia ser demitido.