Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘O Supremo nunca esteve tão mal’, diz ex-ministro

Equipe BR Político

“O Supremo nunca esteve tão mal quanto agora”, essa é a avaliação do ex-ministro da Justiça José Carlos Dias, que esteve no cargo entre 1999 e 2000, no governo de FHC. Referência no direito penal e na defesa dos direitos humanos, Dias afirma estar preocupado com a relação de “intimidade absolutamente nociva” entre o presidente do STF, ministro Dias Toffoli e o presidente Jair Bolsonaro. Dias defende que haja uma independência maior entre os Poderes. Ainda sobre a Corte, ele afirma que “muitos ministros estão intimidados pela opinião pública”.

Em entrevista ao Valor, o ex-ministro chamou de “despautério” a decisão de Toffoli que atende pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e suspende investigações que tenham usado dados de órgãos de controle financeiro sem autorização prévia da Justiça. “Isso jamais poderia sair de uma decisão monocrática. O caso é de tanta gravidade que deveria ter sido levado ao plenário. O pior ainda é o presidente do Supremo dizer que o processo será levado ao plenário apenas em novembro. Se ele decidiu agora conceder uma liminar de forma monocrática, por que somente em novembro o caso será levado ao plenário?”, questionou.

Tudo o que sabemos sobre:

supremoDias ToffoliJosé Carlos Dias