Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

OAB tomará medidas contra ‘criminalização da advocacia’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Ordem dos Advogados do Brasil afirmou em nota nesta quarta, 9, que tomará todas as medidas administrativas e judiciais, de  natureza civil e penal, “contra  os que se lançam e insistem em  criminalizar a advocacia brasileira” no âmbito do contexto da Operação E$quema S, deflagrada hoje, com o cumprimento 50 mandados de busca e apreensão em endereços de advogados, escritórios e empresas investigadas pelo possível desvio, entre 2012 e 2018, de cerca de R$ 355 milhões das seções fluminenses do Sesc RJ, do Senac RJ e da Fecomércio/RJ.

“A Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e a Procuradoria Nacional do Conselho  Federal  da  Ordem  dos  Advogados  do  Brasil  trabalharão  para  cintilar  todas  as violações aos direitos e prerrogativas da advocacia e encetará todas as medidas administrativas e  judiciais,  de  natureza  civil  e  penal, contra  os  que  se  lançam  e  insistem  em  criminalizar  a advocacia brasileira”, diz a nota assinada pelo presidente da comissão, Alexandre Ogusuku, e pelo procurador nacional Alex Souza de Moraes Sarkis.

Tudo o que sabemos sobre:

OABadvogadosOperação E$quema S