Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

OCDE de olho na decisão do STF sobre dados do Coaf

Equipe BR Político

Na semana que antecede o julgamento por parte do STF da ação que paralisou investigações baseadas em dados compartilhados por órgãos de controle, o presidente do Grupo de Trabalho sobre Suborno da OCDE, Drago Kos, manifestou preocupação sobre como fica o combate à corrupção no País por conta da paralisação que atingiu cerca de 700 processos.

“Esperamos que o Supremo entenda que essa liminar não segue os padrões internacionais de luta contra a lavagem de dinheiro e que a decisão da semana que vem venha a retificar isso”, afirmou o representante da OCDE.

Na próxima quarta-feira, 20, o STF vai analisar a decisão do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, que, ao atender a um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), determinou a suspensão de todas as investigações que utilizaram sem ordem judicial dados detalhados de instituições fiscais.

“Os efeitos negativos que essa decisão pode ter na luta internacional [contra a corrupção] foram uma das razões principais de estarmos aqui hoje. Podem ter consequências muito negativas na luta contra o suborno internacional”, avaliou Kos.

Tudo o que sabemos sobre:

OCDESTFcoafcombate à corrupção