Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Odebrecht teria omitido propinas em delações

Equipe BR Político

A primeira de uma série de reportagens anunciada por  um consórcio de veículos de imprensa, integrado, no Brasil, pela revista Época e pelo site Poder 360, revela que a Odebrecht omitiu várias operações de pagamento de propinas para integrantes de empresas e governos de vários países no seu processo de delação premiada iniciado na Lava Jato. Os pagamentos somam bilhões de dólares e se referem a contratos obtidos pela empreiteira brasileira em países como República Dominicana, Equador, Peru e Panamá.

A reportagem foi feita por jornalistas do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) a partir de arquivos extraídos do sistema de computador Drousys, que centralizava informações do Departamento de Operações Estruturadas, o famoso setor de propinas da Odebrecht. A empresa se recusou a comentar as revelações de novos pagamentos de propinas e reafirmou a disposição de colaborar com as autoridades dos vários países em que há processos abertos.

Notícias relacionadas

Tudo o que sabemos sobre:

OdebrechtpropinaDelações