Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

OMS alerta sobre subnotificações e baixa testagem no Brasil

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) criticou nesta segunda, 22, a baixa testagem da população brasileira para o novo coronavírus enquanto a pandemia avança no País. “A taxa de positivos no Brasil é bastante alta. Provavelmente, há uma subestimação do número verdadeiro de casos. A taxa em países com testagem em massa chega até a 5%, e essa tendência não é um resultado de realizar vários testes”, comparou Michael Ryan, diretor do programa de emergências da OMS.

Movimentação de pedestres próximo ao Largo da Concórdia, região central de São Paulo

Movimentação de pedestres próximo ao Largo da Concórdia, região central de São Paulo Foto: Felipe Rau

A porcentagem de resultados positivos nos testes de covid-19 no Brasil é de 31%, de acordo com o boletim epidemiológico mais recente. Segundo a entidade, o número elevado indica baixa testagem e uma provável subnotificação de casos, já que a taxa média de positivos, em outros países, costuma ser de 17%.

No mundo, há cerca de 8,9 milhões de casos confirmados e mais de 467 mil mortes pela covid-19. No Brasil, foram registradas oficialmente 50.659 mortes e mais de 1 milhão de casos em todas as unidades federativas do País, segundo o consórcio de veículos de imprensa, do qual o Estadão faz parte.