Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

OMS descarta relação entre clima e contaminação por Sars-Cov-2

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, nesta quarta-feira, 10, não haver qualquer base científica que relacione a disseminação do novo coronavírus com as estações do ano. Ontem, o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que, “para efeitos da pandemia”, as regiões Norte e Nordeste do Brasil estariam mais “ligadas ao inverno do hemisfério norte”, enquanto as demais estariam “mais ligadas ao inverno do hemisfério sul”. A frase viralizou com memes do Nordeste nevado.

O ministro-interino da Saúde, Eduardo Pazuello

O ministro-interino da Saúde, Eduardo Pazuello Foto: Joédson Alves/EFE

“Sabemos que o vírus da Influenza tem um ciclo, mas não sabemos como o novo coronavírus vai se comportar diante da mesma situação. E mesmo no Influenza não há um padrão, pois temos diferenças entre as zonas temperadas e as regiões mais próximas à linha do Equador, no inverno do hemisfério sul. Não temos nenhum dado que sugira que haverá uma transmissão maior ou um comportamento mais agressivo do coronavírus nesse período”, disse o diretor do programa de emergências da OMS, Michael Ryan.

Ele ponderou que as variações de contágio em distintas épocas do ano, como inverno e verão, guardam mais relação com o comportamento humano. Ryan também alertou que a temperatura não vai solucionar o problema do aumento de casos na América Latina.

“Há riscos trazidos pelos dois tipos de clima, mas não estão especificamente associados ao vírus, e sim ao comportamento humano trazido pelas diferentes temperaturas. Independentemente da estação, temos um aumento progressivo de casos na América Latina, principalmente na América do Sul. Precisamos nos concentrar em conter a transmissão, não podemos esperar que a temperatura dê uma resposta ao problema. O que funciona são medidas de distanciamento social”, afirmou.

O que disse Pazuello:

“Para efeitos da pandemia, nós podemos separar o Brasil em Norte e Nordeste, que é a região que está mais ligada ao inverno do hemisfério Norte. São as datas do hemisfério Norte em termos de inverno. E ao Centro-Sul, Sudeste, Centro-Oeste, que é o restante do país que está mais ligado ao inverno do hemisfério sul, que tá começando agora, junho, julho e agosto”.

 

Tudo o que sabemos sobre:

OMSinvernoverãotemperaturacoronavírus