Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

OMS pede ‘transparência’ ao Brasil com dados da covid-19

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reagiu nesta segunda, 8, às mudanças feitas pelo governo federal na divulgação das estatísticas da pandemia do novo coronavírus no Brasil. A entidade pede “transparência” e solução rápida para a “confusão” no País. Como você tem lido aqui no BRP, o Ministério da Saúde anunciou que não irá mais divulgar o número acumulado de mortes e casos confirmados da doença no Brasil e alterou, na noite de ontem, o número de óbitos pela covid-19. No sábado, em decorrência das mudanças, a Universidade John Hopkins interrompeu a divulgação dos dados da disseminação da doença no Brasil, mas voltou a apresentá-los à noite. A instituição é referência no acompanhamento da pandemia no mundo.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, e diretor do programa de emergências, Michael Ryan

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, e diretor do programa de emergências, Michael Ryan Foto: Denis Balibouse/Reuters

“É muito importante que mensagens sobre transparência sejam coerentes, para que possamos confiar nos nossos parceiros. É mais importante ainda para os cidadãos, que precisam entender como lidar com o vírus. Queremos que qualquer confusão possa ser resolvida agora, e que o governo e os Estados possam continuar fornecendo dados de forma coerente para seus cidadãos. Continuaremos apoiando o governo brasileiro para controlar essa doença o mais rápido possível”, disse Michael Ryan, diretor do programa de emergências da OMS.