Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Onda de rupturas democráticas?

Equipe BR Político

“Os brasileiros em breve enfrentarão um segundo turno no qual um dos dois candidatos será autoritário. Se eleito presidente, Jair Bolsonaro (PSL) representaria uma clara ameaça à democracia”, escreveu o autor de “Como as democracias Morrem”, Steven Levitsky, na Folha.

Para o cientista político, se a democracia falha por aqui, o Brasil, como país influente na América Latina, poderia gerar uma onda de rupturas democráticas no continente.

Tudo o que sabemos sobre:

América LatinaJair Bolsonarodemocracia