Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Onyx aposta na polarização em 2022

Vera Magalhães

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, não vê espaço para a vitória de um candidato de centro nas eleições de 2022. “Não há espaço para o muro, nem para o PSDB e o MDB ficarem flutuando por aí”, disse, em entrevista ao Estadão.

A entrevista marca a reaparição do titular da Casa Civil no debate público, do qual andava meio ausente nos últimos meses. A despeito das especulações de que poderia deixar o cargo, diz estar firme no posto. “Isso é mentira. Uma maluquice. O governo tem um time unido de ministros e o presidente não se move por fofocas. Weintraub é o homem certo no lugar certo. E o ministro Bento vamos trocar por quê? Ele arrumou, nas vendas de óleo e gás, mais de R$ 200 bilhões para o Brasil”, afirmou, defendendo o titular da Educação, que é ligado a ele.

Para Onyx, o caso Flávio Bolsonaro não tem nada a ver com o governo. “O que a gente vê no Brasil é uma tentativa de criar artificialmente fato que possa trazer transtorno ao governo do presidente Bolsonaro. Uma coisa importante é a gente lidar com a verdade e, graças a Deus, temos as redes sociais”, afirmou, defendendo a  estratégia de comunicação do bolsonarismo, que tem sido questionada na CPMI das Fake News.