Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Onyx critica Macron e ‘Europa verde’ ao falar da Austrália

Equipe BR Político

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, criticou o presidente francês Emmanuel Macron e o que chamou de “Europa verde” em publicações nas redes sociais na quarta-feira, 1, ao falar sobre os incêndios na Austrália. “Muito triste a perda de vidas com os incêndios florestais na Austrália. Mas também é preciso registrar o silêncio ensurdecedor de Macron e a ‘Europa verde’”, escreveu. ‌

O ministro admitiu que foram “capitaneadas fake news” sobre as queimadas na Amazônia, sem citá-las exatamente. “O silêncio de Mácron e dos verdes europeus é a prova de que nunca se tratou de preservação ambiental, e sim de ideologia e mentiras”, disse ainda. Tampouco ele fez referência a lotes de terras que foram queimados para no dia seguinte serem cercados para a venda, conforme mostrou o Fantástico. O Ministério Público suspeita que não os brigadistas presos pela Polícia Civil do Pará, mas grileiros estejam por trás das queimadas em Alter do Chão, por exemplo. Nesse episódio, parte da culpa recai, segundo o governo federal, sobre o ator Leonardo Dicaprio, que financiaria o ato criminoso.

Desde agosto de 2019 o presidente Jair Bolsonaro e Macron têm trocado farpas por conta dos índices de desmatamento da Amazônia. Dados do Inpe até agosto indicaram que o desmatamento na Amazônia cresceu 29,5% no período de um ano, na comparação com os 12 meses anteriores, a maior taxa de registrada na região desde 2008. 

Desde então o governo brasileiro tem sido criticado por sua política ambiental e adotou posição defensiva principalmente em relação às críticas internacionais. Em dezembro, enquanto ocorria a Conferência do Clima da ONU, chamou a ativista ambiental Greta Thumberg de “pirralha”, quando ela se manifestou a respeito dos povos indígenas na ocasião do assassinato de dois índios no Maranhão e um no Amazonas. “Povos indígenas estão literalmente sendo assassinados por tentarem proteger a floresta do desmatamento ilegal. É vergonhoso que o mundo permaneça calado diante disso”, escreveu no Twitter.