Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

A Opinião do Estadão: A deterioração das contas públicas

Equipe BR Político

“Mais de 85% dos municípios paulistas estão com as contas em situação de risco. É o que apontam as análises do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo relativas ao terceiro bimestre (maio e junho) do exercício de 2019. (…) É notório que os maiores responsáveis por esse desequilíbrio são os gastos com pessoal e Previdência. Assim, a cada levantamento dos órgãos de fiscalização das contas públicas, fica sempre mais evidente que o melhor caminho para os municípios assim como para os Estados, além do imediato, mas paliativo, enxugamento dos gastos discricionários, é a inclusão na Reforma da Previdência em curso no Congresso. Isso depende sobretudo da mobilização dos governadores para que o Senado encaminhe uma proposta paralela de emenda constitucional. Ou os prefeitos cerram fileiras nessa mobilização ou verão suas cidades cada vez mais atoladas em gastos.”

Trecho de editorial do Estadão neste domingo (1º).