Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Opinião do Estadão: Resultados da intervenção

Marcelo de Moraes

“Terminado seu prazo, pouco custa avaliar se a intervenção federal na segurança pública do Rio atingiu seu objetivo. Ela foi decretada pelo presidente Temer para “pôr termo a grave comprometimento da ordem pública” no Estado. À época, não havia uma só razão objetiva que justificasse a edição do decreto às vésperas da votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Tampouco há hoje.

O descalabro na segurança pública no Estado não resultou de eventos episódicos, mas de um processo de deterioração tão longo e enraizado que, se a intervenção federal era, de fato, cabível, deveria ter sido decretada em toda a administração estadual, e não apenas em uma área específica. A gravidade e a complexidade dos problemas do Rio são tais que ações pontuais, como acabou sendo essa intervenção, só servem para aplacar crises mais imediatas, sem condições de produzir os desejados efeitos de longo prazo”. Trecho de editorial do Estadão desta segunda-feira, 31.

Tudo o que sabemos sobre:

Editorial Estadão