Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Oposição quer prorrogar auxílio emergencial até fim do ano

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Os partidos de oposição ao governo Bolsonaro vão insistir para que o auxílio emergencial de R$ 600 seja mantido, pelo menos, até o fim do ano. Nesta semana, num acordo político com as lideranças do Congresso, Jair Bolsonaro assinou a extensão do benefício, que já foi pago por três meses, para os meses de julho e agosto.

Fila para receber o auxílio-emergencial Foto: Dida Sampaio/Estadão

Os partidos de oposição avaliam que esse período é insuficiente para evitar que as camadas mais pobres da população sejam afetadas pelo impacto do coronavírus sobre a atividade econômica. E vão pressionar o governo no Congresso pela extensão do auxílio com o valor pago atualmente. Os gastos com os três primeiros meses do benefício custaram R$ 152 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:

auxílio emergencial