Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Orlando Silva contra Lula: ‘Não se abandona companheiro ferido’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O candidato à Prefeitura de São Paulo, Orlando Silva (PCdoB), verbalizou pelo Twitter nesta tarde de domingo, 15, seu desconforto com o fato de o ex-presidente Lula admitir pela manhã que a direção do PT tentou demover o candidato petista Jilmar Tatto da disputa municipal em favor de Guilherme Boulos (PSOL), mas bem colocado até então nas pesquisas.

O ex-presidente afirmou nesta manhã: “Algumas pessoas fizeram um movimento sem depender da direção do partido. Alguns fizeram documento de adesão ao Boulos bem antes de a campanha começar. E nós temos de respeitar. A Gleisi (Hoffmann, presidente nacional do PT, que consultou Tatto sobre a possibilidade dele desistir da eleição) cumpriu o papel dela de presidenta do partido. Ela fez o que deveria fazer. Ela disse que dependeria apenas dele. O candidato disse que continuaria como candidato. Foi uma atitude correta dela e uma atitude soberana dele”.

A mensagem de Orlando recebeu uma curtida do perfil de Tatto no Twitter, mas foi logo descurtida. Segundo o partido, foi uma reação de um dos contratados da equipe petista, que pensou estar logado com sua conta pessoal.

Tudo o que sabemos sobre:

PTOrlando SilvaLulaJilmar Tatto