Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Os poréns do pacote de privatizações

Vera Magalhães

O governo bateu bumbo com o lançamento de um pequeno e ainda restrito pacote de empresas que serão privatizadas, no qual despontam a Eletrobrás e os Correios –ambos precisam de autorização do Congresso para serem vendidos. Na nossa newsletter BR Político Analisa distribuída para os assinantes na própria noite de terça já mostramos os atrativos e as limitações do anúncio frente aos planos ambiciosos do ministro Paulo Guedes. Você que já é nosso assinante pode lê-la aqui, com exclusividade.

Nos jornais desta quinta pipocam outras análises sobre o tema, que vamos trazer para você destrinchadas ao longo do dia. A colunista do Estadão Elena Landau, que foi a responsável pelo programa de privatizações na era FHC, concedeu entrevista ao jornal em que avalia que o pacote inicial de Guedes é tímido e terá impacto fiscal pouco relevante. Ela lembrou a proposta de campanha de se arrecadar R$ 1 trilhão com a venda de ativos estatais. Outra informação importante vem da Coluna do Broadcast: das 17 empresas do pacote, 14 viram seu lucro encolher 50% de 2017 para 2018 (outras três não tiveram seus balanços publicados). Sobram “micos” na lista, segundo analistas do mercado.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.