Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Os riscos no Meio Ambiente

Vera Magalhães

Indicado ministro do Meio Ambiente em meio a desconfiança de organizações ambientalistas, Ricardo Salles afirma, em entrevista ao Estadão, que o setor pode ficar “tranquilo”, porque não haverá “perseguição ideológica” em sua gestão. Ele afirmou que pretende levar “harmonia” às relações entre o setor produtivo, as ONGs e os órgãos de fiscalização ambiental, e anuiu com a constatação de Jair Bolsonaro de que às vezes se falta com o “devido processo legal” na aplicação de multas ambientais.

O risco, mais do que eventual perseguição ideológica, é de desmonte das estruturas de controle e fiscalização ambientais. Também se estuda na transição um pacote de anistia a sanções já aplicadas, o que, feito a granel, pode não só impactar financeiramente as receitas esperadas pela pasta, como funcionar de incentivo tácito ao descumprimento de limites de desmatamento e outras barreiras ambientais. / V.M.