Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Páginas de fake news usam redes do Senado e Câmara

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Combatida pelos aliados da família Bolsonaro, a CPMI das Fake News proporcionou duas novas revelações nos dois últimos dias associadas às duas Casas Legislativas do Congresso. Primeiro, que a página já extinta “snapnaro”, de disseminação de notícias falsas, foi editada por seu administrador em computadores do Senado entre fevereiro e maio de 2019 em ao menos 95 acessos e, nesta quarta, 11, que outra conta com o mesmo propósito suspeito, a Bolsofeios, foi acessada ao menos 253 vezes de computadores da Câmara dos Deputados por dez diferentes IPs, sendo a maioria entre 13h e 18h, conforme informa o UOL.

Conforme você já leu aqui no BRP, a  página Bolsofeios foi registrada a partir de um telefone utilizado pelo secretário parlamentar do filho do presidente, Eduardo Guimarães, cujo email era utilizado por Eduardo para compra de passagens e reserva de hotéis. As duas páginas pró-Bolsonaro publicavam conteúdos mentirosos contra opositores do governo.

Em resposta, o filho do presidente publicou um vídeo em que diz que “esse tipo de atividade não é novidade em lugar nenhum. Na Câmara todo mundo tem um assessor de internet. É tudo narrativa. Meu assessor segue comigo, continuará trabalhando comigo. Eu não dou ordens em relação ao perfil que ele tem e não dá para dizer que isso é crime”