Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Países oferecem ajuda para combater queimadas na Amazônia

Equipe BR Político

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta sexta-feira, 23, que Argentina, Equador e Chile ofereceram ajuda para apagar os incêndios na Amazônia. O governo está sob forte pressão internacional desde quinta-feira, 22, por conta das queimadas na região. “Argentina, Equador e Chile nos ofereceram equipamentos que podem ser usados no combate aos incêndios. Estamos analisando todas as alternativas. São aviões com tanques de água e helicópteros que podem carregar aquelas bolsas, também com água, que podem atuar nas áreas afetadas”, disse Onyx, em entrevista ao Poder 360. A avaliação, porém, é de que  o uso de aviões e helicópteros pode não ser efetivo devido à grande extensão territorial da Amazônia.

Sem baixar o tom do Planalto, Onyx também criticou outros países, em especial a França, por sua postura crítica à política ambiental do governo do presidente Jair Bolsonaro. “A França precisa primeiro cuidar da Guiana Francesa e depois falar alguma coisa. Os incêndios estão ocorrendo num nível equivalente ao da média dos últimos 15 anos. É muito importante que isso seja dito”, disse Onyx. Ontem, o presidente francês, Emmanuel Macron, publicou uma foto antiga da floresta em chamas, em sua conta no Twitter, e convocou os países membros do G7 para uma reunião a respeito das queimadas na Amazônia. Nesta sexta-feira, a França também se opôs a ratificar o acordo comercial entre União Europeia e Mercosul por conta da questão ambiental. Para lidar com a crise, o governo brasileiro instalou um gabinete com todos os ministros do Planalto.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

Onyx LorenzoniAmazôniacrise ambiental