Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para ACM Neto, saída de Teich prejudica combate à pandemia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), escreveu nesta sexta, 15, que a saída do oncologista Nelson Teich do Ministério da Saúde, para além do problema da “prevalência da política sobre a ciência”, implica em “descontinuidade” do combate à pandemia nos entes federados. “Por exemplo, Salvador ainda não teve os seus leitos de UTI habilitados. Até agora todas as despesas estão sendo arcadas com recursos municipais”, destacou no Twitter.

“A descontinuidade de trabalho na gestão federal num setor crucial é inacreditável e vem prejudicando todo o país. A política não pode prevalecer sobre a ciência quando se trata da vida dos brasileiros”, completou.

O prefeito de Salvador, ACM Neto

O prefeito de Salvador, ACM Neto Foto: Werther Santana/Estadão

Tudo o que sabemos sobre:

ACM NetopandemiaNelson TeichJair Bolsonaro