Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Chagas, Toffoli esconde ‘alguma coisa’

Equipe BR Político

Alvo de operação da Polícia Federal nesta terça, 16, em inquérito aberto pelo ministro Dias Toffoli que apura ofensas e ameaças aos integrantes do Supremo Tribunal Federal, o general da reserva Paulo Chagas afirmou à Folha que a ação do presidente da Corte, citado por Marcelo Odebrecht em delação premiada, “demonstra que está se defendendo para esconder alguma coisa. A melhor defesa é o ataque. Então, resolveu atacar para se defender”. A investigação suspeita que mensagens publicadas pelo militar estariam difundindo crimes contra a honra dos ministros e o fechamento do STF.

Toffoli foi citado pelo empreiteiro, conforme revelado pela revista Crusoé, como o “amigo do amigo de meu pai” quando ele era advogado-geral da União, em 2007. Na época, a Odebrecht tinha interesse nas obras das hidrelétricas do Rio Madeira. Em resposta, o ministro Alexandre de Moraes, no âmbito do inquérito, determinou que a revista e o site O Antagonista retirassem do ar imediatamente a reportagem, classificando o material de fake news.

Tudo o que sabemos sobre:

Paulo ChagasOdebrechtDias Toffoli