Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para CNT, preço do diesel não é único problema

Equipe BR Político

Para a Confederação Nacional do Transporte, o preço do diesel não é o único problema a ser resolvido entre governo e os caminhoneiros autônomos. A entidade inclui na pauta a carga tributária, “que chega a 24% do custo do combustível e a precariedade da malha rodoviária do país”. “Hoje, o diesel representa 35% do custo operacional do transporte de carga. É o componente que mais pesa no preço do frete e, portanto, o que tem maior impacto nas cadeias produtiva”, afirma a entidade em nota enviada ao BR18.

De acordo com pesquisa da confederação, a má qualidade do pavimento “causa um aumento médio de 26,7% no custo de manutenção dos veículos, além de gastos extras com combustíveis, lubrificantes, pneus, freios e demais insumos”. A entidade estima também um gasto de R$ 48 bilhões na manutenção e de R$ 566,6 bilhões na ampliação da infraestrutura rodoviária. Sobre o polêmico tabelamento do frete, a CNT espera que a questão seja resolvida pelo STF.

Tudo o que sabemos sobre:

cntdiesel