Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para deputado, ‘gabinete do ódio é máquina criada para acuar pessoas’

Marcelo de Moraes

Exclusivo para assinantes

Ex-bolsonarista, o deputado federal Júnior Bozzella (PSL-SP) criticou nesta quinta-feira, 28, a reação do presidente Jair Bolsonaro ao defender os aliados que foram alvo ontem de ação do Supremo Tribunal Federal. Para o parlamentar, o presidente “usa o termo liberdade de expressão como eufemismo para ditadura”.

O deputado Júnior Bozzella (PSL-SP)

O deputado Júnior Bozzella (PSL-SP) Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Na opinião de Bozzella, “o Gabinete do Ódio é uma máquina criada para acuar e ameaçar pessoas”.