Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Ernesto, Itamaraty preza pela estratégia e não pela ‘ideologia’

Equipe BR Político

Meio sumido em meio às polêmicas de Abraham Weintraub, Damares Alves e os entreveiros de Jair Bolsonaro com Sérgio Moro, Paulo Guedes e Onyx Lorenzoni, o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi à internet no sábado para defender sua atuação no Itamaraty. Utilizando de seu estilo peculiar, Araújo, que sempre foi considerado um legítimo representante da ala olavista dentro do governo federal, negou que o direcionamento do ministério esteja guiado por uma pauta ideológica. Para o ministro, é o “despreparo intelectual” que não deixa o “establishment” ver sua estratégia.

“O que o pensamento atrofiado não lhes permite entender, tacham de ideológico”, disse Araújo. “Quem nos acusa de ideológicos são muitas vezes os verdadeiros ideológicos: os que tentam erguer um véu de clichês politicamente corretos e raciocínios primários para ocultar seu interesse em preservar um sistema corrupto”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

Ernesto AraújoItamaraty