Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para fazer Linhão, empresa oferece R$ 49,6 milhões a índios

Marcelo de Moraes

Para conseguir acabar com o impasse em em torno da construção da linha de transmissão de energia entre Manaus e Boa Vista, a concessionária Transnorte Energia ofereceu um pacote de indenizações ao povo waimiri atroari no valor de R$ 49,635 milhões. Segundo informa o repórter André Borges, em reportagem do Estadão, esse seria o pagamento feito para compensar o fato de o linhão atravessar o território dos indígenas em Roraima.

Segundo a reportagem, os índios não teriam ficado satisfeitos com o valor oferecido, considerando o total muito baixo. Pelo Plano Básico Ambiental indígena que a Transnorte apresentou Funai, “a empresa afirma que identificou 37 impactos da obra nas terras indígenas e na vida dos 2,1 mil índios que vivem no local. Desses, dez impactos foram considerados reversíveis, ou seja, terão efeito temporário na vida dos índios. Outros 27 foram considerados irreversíveis, com reflexo constante para a população indígena”, informa a reportagem.

Tudo o que sabemos sobre:

FunaiLinhão