por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Kátia, Alcântara pode ser ‘nosso tesouro perdido’

Equipe BR Político

Atraída pelas projeções de arrecadação da União com o acordo do Brasil com os EUA para uso da Base de Alcântara (MA), a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) ofertou ao ministro Marcos Pontes todo o apoio legislativo para que os lucros dessa negociação possam ser investidos em tecnologia e inovação, componentes presentes no agronegócio, com o apoio do BNDES. “Já até conversei com o Joaquim Levy (presidente do banco)”, disse a parlamentar durante audiência conjunta das comissões de Relações Exteriores e Tecnologia nesta tarde de quinta, 28, no Senado, com o titular da pasta de Ciência e Tecnologia.

“Nós podemos seguir com esse trabalho. Talvez ele (acordo) fosse nosso tesouro perdido para que pudéssemos financiar a tecnologia no País, a inovação. Eu gostaria de sugerir que fosse incluído o BNDES no seu raio de visão. Já conversei com o Joaquim Levy. (o senhor) Pode nos sugerir leis,  projetos de lei para organizar esses recursos de Alcântara”, afirmou Kátia após ouvir que os recursos arrecadados, da ordem de USS 3,5 bilhões por ano, irão para o Tesouro.

Tudo o que sabemos sobre:

Kátia AbreuAlcântara