Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Mariz, denúncia beira a ‘ficção literária’

Equipe BR Político

O criminalista Antonio Cláudio Mariz de Oliveira classificou a nova denúncia contra o presidente Michel Temer da procuradora-geral da República de “ficção literária”. “É mais uma denúncia que beira mais a ficção literária do que uma peça de acusação. Algumas afirmações são jogadas ao léu sem nenhuma indicação probatória”, disse ele ao Broadcast Político.

Ele acrescenta, no entanto, que “não cometeria a leviandade de fazer acusação à procuradora-geral da República, mas apenas posso dizer que causou estranheza o oferecimento a 12 dias do término do mandato.” Mariz não defenderá formalmente o emedebista no processo, mas fará uma assessoria jurídica a Temer durante a defesa.