Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Mourão, escritório ‘não tem nada a ver com diplomacia’

Equipe BR Político

Para o presidente em exercício, general Hamilton Mourão, não há nada de mais na decisão do governo brasileiro de abrir um escritório de negócios em Jerusalém. Mourão considera, inclusive, “um passo intermediário” quando comparado à promessa de campanha de Bolsonaro de transferir a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, medida que ainda não foi descartada pelo presidente até o final do mandato, informou o Broadcast Político.

“Uma coisa é muito clara, a partir do momento que se toma a decisão, foram ouvidas todas as ponderações a respeito, a gente está junto com o presidente”, defendeu Mourão. “Eu não vejo também nada de mais. É algo que não tem nada a ver com a diplomacia, podemos até considerar um passo intermediário naquela ideia inicial do presidente de mudar a embaixada”, ponderou.