Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Mourão, Jean Wyllys deveria ter ficado no Brasil

Equipe BR Político

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira, 9, que o ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) deveria ter ficado no Brasil e acreditado na “lei, na política e na polícia” brasileiras. “Nosso governo não tem política para perseguir minorias, esse não é o jeito que nós nos comportamos”, disse Mourão, questionado durante evento em Washington, organizado pelo Brazil Institute, do think tank Wilson Center, informa a correspondente do Estadão nos EUA, Beatriz Bulla.

“Todo mundo que é brasileiro deve continuar no Brasil e deve estar livre de medo. No caso específico de Willys, eu particularmente acho que ele deveria ter continuado e acreditar na nossa lei e na nossa política e na nossa polícia. Poderíamos protegê-lo”, afirmou Mourão. Ativista da causa LGBT, o ex-parlamentar saiu do País por sofrer ameaças e temer por sua vida.