Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para novo ministro, trabalhador ‘chega aos 55 anos estropiado’

Equipe BR Político

Em 2016, o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que é economista, não poupava críticas à reforma da Previdência de Michel Temer. Em entrevista sobre “os erros da reforma da Previdência”, Weintraub afirmou que a reforma era muito “áspera” e que ela não beneficiava o trabalhador. Em uma das resposta, ele foi especialmente crítico com comentaristas que afirmavam que as pessoas estavam vivendo mais, sem diferenciar os tipos de trabalho, informou a Coluna da Mônica Bergamo.

“Você tem que diferenciar o cara que trabalha no ar-condicionado, que tira férias, que tem plano de saúde, do cara que tá no sol. O frentista, o motorista de ônibus, o homem que tá na britadeira, chega nos 55 anos estropiado”, afirmou na ocasião.