por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para OAB, comemorar 1964 é inconstitucional

Equipe BR Político

A OAB vê como inconstitucional a ordem dada pelo presidente Jair Bolsonaro para que se faça a “comemoração devida” no próximo dia 31 de março, data que marca os 55 anos do golpe militar no Brasil. “Comemorar uma tomada de poder pela força das armas, que contraria esse princípio democrático, é apologia a algo contrário ao que prega a Constituição”, analisa o presidente da OAB, Luciano Carneiro.