Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

‘Para os Bolsonaros nem documento público é considerado’

Equipe BR Político

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann considerou como “muito grave” a notícia de que o STF determinou a suspensão do procedimento investigatório criminal sobre as movimentações financeiras atípicas feitas por Fabrício Queiroz.

“Os pesos e medidas são muito diferentes. Para Lula, basta convicção, para os Bolsonaros nem documento público é considerado”, escreveu Gleisi no Twitter. O pedido de suspensão foi feito pela defesa do senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ).