Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Pezão, Cabral o traiu porque não teve cela reformada

Equipe BR Político

O ex-governador do Rio Luiz Fernando Pezão expôs à revista Veja sua tese de traição do ex-aliado e padrinho Sérgio Cabral, que afirmou recentemente que seu sucessor o ajudou a montar o esquema de propinas montado em sua gestão que o levou à prisão. Segundo Pezão, o estopim foi o fato de ele ter negado fazer melhorias na cela de Cabral, a pedido do filho, o ex-­deputado federal Marco Antônio Cabral, então seu secretário de Esportes. Quando foi preso, Pezão então instalou dois ventiladores e uma TV de 18 polegadas em sua cela de 6 metros quadrados, afirma a Veja. “Alimentava-se de quentinhas preparadas pela mulher, que o visitava três vezes por semana, e lia livros sobre espiritismo, doutrina que abraçou no cárcere”, escreve a publicação.

Tudo o que sabemos sobre:

PezãoSérgio Cabralprisão